Assuntos de Goiás TV

Arquivo do blog

terça-feira, 15 de março de 2011

E assim se passaram 70 dias no Brasil.

Reinaldo Cruz é editor do Jornal Questão Brasil


Aquelas promessas feitas ontem, precisam ter da parte de quem as fez, uma mostra ou pelo menos um esboço de que não foi só discurso e serão cumpridas por aqueles que as fizeram e esperam a hora certa para deixar a marca pessoal gravada nos feitos necessários para que não mais se mencione a incompetência, omissão ou até mesmo falta de condições para realizar daqueles que já passaram pelo posto de comandante.
Em termos práticos, nossos atuais governantes tiveram 70 dias para tomar pé da situação e a partir de agora já tem condições de começar a arrumar a casa que eles dizem ter encontrado na mais completa bagunça.
Não no caso do Governo Federal que se orgulha em dizer que é de continuidade e por isso nem podem usar a desculpa clichê de “Herança Maldita” para justificar suas decisões.
Sem a tal “Herança” os Ministros então começam a afinar o discurso em torno de um desenho de que um futuro negro para o Brasil se aproxima, tendo em vista os problemas externos que ainda nem surgiram ou se surgiram não se agravaram por lá.
Algum integrante e simpatizante do Governo de Goiás parece não ter se dado conta que a campanha eleitoral já terminou e se deixam flagrar em várias situações em que parece estar ainda no palanque, fazendo mais e mais promessas ao invés de arregaçar as mangas, por as mãos a obra e apresentar os primeiros resultados, afinal de contas foi Marconi Perillo quem disse que o Governo querendo ele faz acontecer.
Em Goiás a tal “Herança Maldita” tem sido cantada em verso e prosa para justificar medidas pouco simpáticas aos diversos seguimentos afetados, principalmente no que diz respeito aos cortes ou retenção de verbas.
E essas ditas ações antipáticas, praticadas nos primeiros 70 dias só atingiram o lado mais fraco da população até agora.
Muitos boatos, plantados ou não, correm por ai na coqueluche da (dês) informação que se transformaram as redes sociais, instrumentos tão eficazes que dão suporte e auxilio a qualquer pessoa que queira construir ou destruir algo através da rede. A caixa de ressonância é algo impressionante que propaga qualquer notícia, verdadeira ou inventada, em questão de segundos.
As redes sociais que deveriam ser mais bem utilizadas para esclarecer as pessoas que fazem uso delas é a mesma que tem sido utilizada por bajuladores oportunistas e opositores rancorosos justamente para o contrário, se você quer entender uma notícia, saber detalhes de uma decisão tomada ou mesmo só se informar do que está ocorrendo em determinada área, é recomendado que evite ou ignore o que se vê nas redes sociais.
A Internet foi liberada pelo TSE como instrumento de campanha em 2010, aqueles que melhor souberam usar as ferramentas saíram na frente no processo eleitoral, pois é um engano enorme pensar que apenas a juventude esta conectada.
O Governador eleito Marconi Perillo sempre esteve “antenado” com as novas tecnologias, faz muito uso delas e colhe resultados eficazes nas páginas de relacionamento, que usa para levar a sua mensagem a todas as classes sociais e faixas etárias que estão na web.
Ganhou a eleição por isso?
Em minha opinião, não.
A Internet e suas diversas ferramentas contribuíram sobre maneira nas campanhas de 2010, as que foram vitoriosas e também colaborou para a derrocada de candidatos que se furtaram a usa-las ou utilizou de forma errada.
Para dar uma ênfase melhor a esse ponto de vista, basta citar que o então candidato a Presidência, José Serra era um PHD em twitter, seus oponentes engatinhavam neste quesito e mesmo assim não foi José Serra quem ganhou, mas sim Dilma Rousseff, que como Lula não entendia nada de rede social.
Aqueles que não sabiam lidar com as redes sociais, tinham assessorias bem instruídas que deram conta do recado de transformar dinossauros em astronautas.
Ainda na época de campanha, muitos resolveram se aventurar na missão de ajudar o seu candidato a vencer o pleito, defendendo causas que muitas vezes não entendiam, promovendo via web nomes conhecidos e até paraquedista com pouco ou nenhum serviço prestado a sociedade, atacando adversários de forma gratuita e isso tudo para mostrar que estavam ali vestindo a camisa, pondo a cara na janela e como preferem dizer “tendo não só opinião, mas um lado”.
Pois bem, o pleito de 2010 já é assunto para os anais da história, os candidatos eleitos já tomaram posse de seus mandatos e aqueles que foram derrotados buscam ainda uma posição nas trincheiras da situação ou oposição aos governos.
No front de campanha, a batalha já encerrou, mas nas redes sociais tá longe disso acontecer, já estamos emendamos a campanha de 2010 com a de 2012, tamanho é o grau de disputa que ficou na Internet, muito mais no twitter que é o campo preferido de nove entre 10 políticos e onde os embates acontecem a todo o momento e de uma forma ágil como seus 140 caracteres.
Para quem tem pretensões de entrar na próxima disputa é bom ter seu nome ventilado a todo o momento, dado o número de usuários destas redes, mas não se deve deixar levar pelo Oba-oba e esquecer-se de postar ali suas idéias para 2012 é preciso usar o espaço para debater propostas, trocar informações e deixar de lado os ataques pessoais a prováveis adversários.
Marconi Perillo é o exemplo que tenho de como as redes sociais e seus usuários podem ser benéficos para algumas situações e significar problemas quando se tem outras pessoas a falar por ele.
Em campanha e até bem antes dela, Marconi Perillo era reconhecido como um político moderno que sabia perfeitamente qual era o papel da interatividade no processo eleitoral. Durante a campanha que parecia fácil até certo período, surgiram de todos os lados àqueles que se dispunha a ajudar o candidato Marconi a difundir mais rápido e para muito mais pessoas o seu projeto de governo.
É ai que percebemos um deslize de quem se propôs a defender o candidato e suas idéias. Marconi Perillo não tem responsabilidade sobre isso, mas seus correligionários não se limitam a divulgar suas ações, agora muitos deles já acreditam ter adquirido autonomia para escrever tudo o que lhes da na veneta.
O resultado disso foi que em determinados momentos, Marconi Perillo e o PSDB passaram a ser vistos como arrogantes ao ponto de nos debates as pessoas acharem que ele estava maltratando o adversário mais idoso, Iris Rezende e por pouco não viu ali, uma fuga de votos por conta do assunto.

Agora passada as posses esse fenômeno se repete de novo, com menos intensidade, mas com efeitos ainda mais nocivos ao governo que se inicia.
Marconi Perillo pensa em algo e toma uma decisão, acredito que não sai por ai comentando suas estratégias políticas para realizar um ótimo governo, mas aqueles que se consideram oposição usam a Internet para macular essas idéias, desmerecer propostas e criar um ambiente de desconstrução da verdadeira intenção do Governo.
O pessoal que se diz aliado de Marconi Perillo, que se propôs ajudar na campanha, agora faz o mesmo, ou seja, atrapalham o bom andamento da administração, emitindo opiniões próprias e destratando adversários.
Bajulam excessivamente os integrantes do Governo e suas ações, supervalorizam sugestões e decisões como se mesmo as antipáticas para a população e que ainda não deixaram de serem propostas, fosse a oitava maravilha do mundo.
Muitos dos que emprestaram seu apoio a Marconi Perillo, o fizeram por que acreditavam que era dele o melhor projeto para Goiás e não por outra coisa.
Já alguns continuam freqüentando as redes e expondo seus pontos de vistas, como sendo do Governo, falam besteiras, atacam pessoas, criam situações para não perderem o foco da rede e chamar para si a atenção do Governador Marconi Perillo.
No episódio envolvendo a unidade da ROTAM e a OJC ficou explícito o ponto de vista do Governador, que nada tem haver com o de seus bajuladores que foram obrigados a voltar atrás em suas opiniões, depois de Marconi Perillo expor qual era o seu pensamento em relação à ação de intimidação da PM.
Um mico do tamanho do estado de Goiás que nos remete a outra situação.
O Governo Marconi Perillo já completou setenta dias e ainda não fez as coisas acontecerem como sonha o seu eleitorado. Muitos acontecimentos levaram o Marconi Perillo para a contramão de seu próprio discurso.
  O corte dos incentivos a cultura, a suspensão da renda cidadã foram decisões desta gestão. O propósito não foi esclarecido, mas após adequações será retomado, mas antes que isso aconteça o mal estar e o desconforto entre os seguimentos e o Governo é algo inevitável.
A promoção da nota fiscal foi liberada para beneficiar os clubes profissionais, mas nenhuma contrapartida foi anunciada até agora.
Os erros de outrora continuam.


Uns chamam a atenção pelo talento e boas atuações, outros são manchetes pelo comportamento fora de campo e há também quem chame a atenção por ambos os motivos.
Neymar e Leandro da Seleção sub 20 tem se destacado pelas boas atuações no Sul Americano da categoria e colhem os frutos da conquista no Peru. Leandro foi valorizado pelo São Paulo e agora tem contrato de gente grande no clube do Morumbi.
Neymar que depois da volta da competição demorou um pouco para reeditar as grandes atuações com a camisa Santista. Por outro lado, fora dos gramados a vida da jovem celebridade tem sido um prato cheio para as editorias de fofocas em todos os níveis, mas nada que possa ser classificado como escândalo ou tenha mesmo um efeito de babado forte.
Neste quesito o nome do momento é Adriano que acaba de fazer um acordo para deixar o Roma da Itália sonhando vestir a camisa do Flamengo. Após nove meses no clube da bota o atacante fez só asneiras e nenhum gol, além de atuar muito pouco por lá, viu sua fama piorar muito perante o torcedor brasileiro.
Ele e seu empresário não descartam, os dirigentes e Wanderlei Luxemburgo negam, mas o destino do jogador deve ser mesmo o Flamengo, que tenta não perder o foco com a negociação, ao tempo que demonstra estar muito feliz e satisfeito com o comportamento e rentabilidade de sua atual estrela, Ronaldinho Gaúcho.
Outro que também esteve nas manchetes dos jornais foi Robinho, primeiro por que não foi chamado por Mano Menezes para o amistoso do dia 27 de Março contra a Escócia e depois pela especulação do motivo da não convocação. Estaria Robinho em litígio com a Nike, patrocinadora da Confederação Brasileira de Futebol.
Agora que o Carnaval já passou, o foco passa a ser de novo o futebol e suas estrelas, espero que os motivos venham só dentro de campo.



Reinaldo Cruz
Questão futebol
O futebol vem com tudo pós as festas de Momo por todo o Brasil, aliás, o futebol mesmo durante as festas produz manchetes e histórias que ocupariam páginas inteiras de qualquer jornal do Mundo.
Os times Brasileiros vivem momentos de emoção na Copa Libertadores da América.
Fluminense e Santos vivem momentos delicados na competição e passadas três rodadas da competição, a classificação parece algo muito difícil de ser alcançada pelo time de Neymar e mais ainda pelos comandados de Muricy Ramalho.
Cruzeiro e Grêmio justificam a fama de copeiros e seguem muito bem nesta fase de grupos. Renato Gaúcho parece ter encontrado o seu destino à frente do tricolor gaúcho e o contestado Cuca nasceu para dirigir um grupo como o do Cruzeiro que é o melhor Brasileiro na competição mais importante do continente.
O Grêmio de Renato Portaluppi segue muito bem também em outra frente, o Gaúcho.
Em Santa Catarina o Criciúma é que da as cartas, Avaí e Figueirense estão correndo atrás.
No futebol paulista vão se classificar oito para a próxima fase, ou seja, todo mundo. Palmeiras, Santos, São Paulo e Corinthians vão estar lá e não há favoritos no Paulistão 2011.
O Santos de Neymar, Elano e Zé Love tem alternado boas apresentações com atuações medíocres. Elano é o único que tem mantido a regularidade na equipe que espera por melhores dias com as voltas de Neymar e Ganso.
O Palmeiras é aquilo que sua torcida se acostumou a ver, um time comum que tem um treinador excepcional que tira leite de pedra. A pergunta é, até quando.
Após o revés diante do Tolima na Libertadores, o Corinthians se encontrou no regional que para muitos não serve de base para nada. Liédson deu vida ao ataque é verdade, mas o time de Tite se recente moralmente da perda de suas maiores estrelas, Ronaldo e Roberto Carlos.
O São Paulo é dos grandes do estado, a maior incógnita, por que tem um bom elenco no papel com Ceni, Rivaldo, Miranda, Lucas, Fernandinho e Dagoberto.
Ao mesmo tempo em que tem bons jogadores, o Tricolor sofre com a inconstância deles neste inicio de ano. Se a regularidade vier, o São Paulo assume a condição de favorito ao titulo.
O Rio de Janeiro continua lindo e também vermelho e preto.
Com Ronaldinho Gaúcho dominando as ações na mídia e o time jogando bem, o Flamengo que garantiu vaga na decisão do Carioca é o maior favorito para conquistar não só o estadual, mas também a Copa do Brasil.
Se resolver seus problemas de relacionamento entre jogadores e treinador, o Botafogo e seu futebol arroz com feijão bem temperado pode ser o único time a ameaçar o favoritismo Rubro-Negro.
O Fluminense atual campeão Brasileiro, não encontrou a harmonia em 2011, não vai bem às Libertadores e deixou escapar a chance de brigar pela Taça Guanabara. Por enquanto Muricy não balança, mas sabemos que no futebol o que vale são os resultados.
O time da colina é hoje o que menos expira confiança em sua imensa torcida. O Vasco fez uma Taça Guanabara horrorosa e apesar de golear na Copa do Brasil não demonstrou padrão de jogo capaz de despreocupar a sua torcida.
Em Minas Gerais as torcidas agora são divididas por três.
O Galo vem mantendo a regularidade, após a reestruturação do seu departamento de futebol. Ainda esta longe de ser considerado o favorito a alguma coisa, mas tem tudo para chegar lá.
Depois de muitos anos a margem no futebol Mineiro, o América voltou com fome de conquistas. O nome do ataque é Fábio Júnior e o coelhão quer muito mais.
Ninguém em Minas menospreza o Cruzeiro que nos últimos anos tem sido o bambam do Futebol Mineiro. A condição do time de Cuca é tão boa que ele aparece em todas as listas de favorito pelo Brasil.
Na Bahia, o Vitória tem aproveitado o melhor momento para avivar a rivalidade baiana. O time precisa de reforços, pois mesmo estando voando no regional, a equipe não expira confiança nas competições fora da boa terra.
O tricolor baiano tem colhido alguns infortúnios no regional, tem assistido o sucesso de seu principal rival na competição, mas pelo fato de estar na Série A nacional não tem tirado o sono de sua torcida e a equipe promete dias melhores.
Em Pernambuco a alternância tem sido uma constante, regularidade só a do Sport Recife que segue em uma draga terrível.
Náutico espera brindar a sua torcida com um ano perfeito
O Santa Cruz que já esteve na crista da onda no estadual, parece ter perdido o foco e tem preocupado a sua torcida que há muito tempo espera por dias melhores.
Há o futebol Goiano, emoção na parte de cima da tabela e também na parte de baixo dela. Cinco equipes lutam por quatro vagas na semifinal e outras cinco lutam para escapar do rebaixamento.
CRAC e Anapolina estão bem no campeonato e sonham estar entre os quatro semifinalistas da competição, um dos dois vai estar lá, mas o outro precisa tirar um dos três clubes da capital.
O Atlético Clube Goianiense foi o único que manteve a base de 2010, mas esta enfrentando problemas com sua estrela maior, Robston. Além disso, perdeu o clássico para seu principal rival e não encontrou o padrão que outrora o consagrou.
O Tigrão é o dono da torcida mais empolgada do estado, mas tirando este fator tá difícil para a equipe justificar a empolgação dela. Perdeu Hélio dos Anjos para o Sport Recife e ainda não venceu nenhum clássico até agora.
O Goiás não está garantido entre os quatro semifinalistas, mas no campeonato Goiano, o time prova que sua camisa é mesmo pesada e temida pelos adversários. Nos clássicos tem se dado bem e aos poucos Arthur Neto vai dando padrão de jogo ao time esmeraldino.
Posto isto sobre o futebol nacional, vamos falar agora do futebol internacional.
A coqueluche do futebol europeu é a Champions League, e nesse território de gigantes, o Barcelona de Lionel Messi tá sobrando. O time catalão é o adversário a ser batido.
Claro que entre tantas equipes de ponta, como Real Madrid, Bayer de Munique, Milan só para citar alguns, não podemos dizer que qualquer um que desbanque o Barcelona seja uma zebra, claro que não chegaria a este absurdo, mas superar a equipe dirigida por Guardiola é algo que pode ser considerado como um feito mesmo.
Nos nacionais, o Porto de Huck é destaque em Portugal, Barcelona de Messi sobra na Espanha, Milan se mantém na ponta do italiano, Chelsea não imagina perder a Premier League e na Alemanha o Bayer de Munique está em dificuldades, mas nada que assuste a torcida.
O velho continente tem muitas emoções reservadas para esta temporada, com exceção da Espanha nos outros campeonatos ninguém aponta um super. time mesmo que esteja com boa margem de pontos a frente.
Na Espanha não, a situação é diferente, já que o único que pode fazer frente ao Barcelona é o Real Madrid que a todo o momento exalta as qualidades do adversário e ensaia uma crise entre suas principais estrelas. 





Todo mundo de olho nos craques brasileiros

Uns chamam a atenção pelo talento e boas atuações, outros são manchetes pelo comportamento fora de campo e há também quem chame a atenção por ambos os motivos.
Neymar e Leandro da Seleção sub 20 tem se destacado pelas boas atuações no Sul Americano da categoria e colhem os frutos da conquista no Peru. Leandro foi valorizado pelo São Paulo e agora tem contrato de gente grande no clube do Morumbi.
Neymar que depois da volta da competição demorou um pouco para reeditar as grandes atuações com a camisa Santista. Por outro lado, fora dos gramados a vida da jovem celebridade tem sido um prato cheio para as editorias de fofocas em todos os níveis, mas nada que possa ser classificado como escândalo ou tenha mesmo um efeito de babado forte.
Neste quesito o nome do momento é Adriano que acaba de fazer um acordo para deixar o Roma da Itália sonhando vestir a camisa do Flamengo. Após nove meses no clube da bota o atacante fez só asneiras e nenhum gol, além de atuar muito pouco por lá, viu sua fama piorar muito perante o torcedor brasileiro.
Ele e seu empresário não descartam, os dirigentes e Wanderlei Luxemburgo negam, mas o destino do jogador deve ser mesmo o Flamengo, que tenta não perder o foco com a negociação, ao tempo que demonstra estar muito feliz e satisfeito com o comportamento e rentabilidade de sua atual estrela, Ronaldinho Gaúcho.
Outro que também esteve nas manchetes dos jornais foi Robinho, primeiro por que não foi chamado por Mano Menezes para o amistoso do dia 27 de Março contra a Escócia e depois pela especulação do motivo da não convocação. Estaria Robinho em litígio com a Nike, patrocinadora da Confederação Brasileira de Futebol.
Agora que o Carnaval já passou, o foco passa a ser de novo o futebol e suas estrelas, espero que os motivos venham só dentro de campo.

Seguidores

Pesquisar este blog